Por que o futebol nacional está morrendo?

Que o futebol brasileiro desceu alguns níveis nos últimos anos não é novidade para ninguém, tanto em organização, quanto em qualidade – é meio redundante dizer isso, pois um claramente reflete no outro. Apesar de muitas críticas, nunca vimos ideias claras de como reverter isso. Do que precisamos para que o nosso futebol – que foi referência por vários e vários anos, dos anos 60,70,80,90 e início de anos 2000.

0deb7f509b1b98f1b52017284cc6c743

Como salvar o futebol brasileiro?

Essa, claramente não é uma questão simples – e em minha modesta opinião, no estado que nos encontramos, eu diria que não é possível. Mas se acalmem, eu vou explicar o porquê;

Quando digo que o nosso futebol não tem mais salvação, eu digo num todo, é claro que nossos clubes ainda se sagrarão campeões continentais, e virtualmente, dependendo da sorte e do dia, campeões mundiais. Porém, em nível de organização, infelizmente não acredito em uma saída. Infelizmente, podemos cravar que essa baderna que nos tornamos hoje, chegou em um nível tão avançado hierarquicamente, que é impossível de reverter.

Mudança geral

Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Para que o nosso futebol seja organizado, primeiro deveríamos começar com a organização do país. É a mesma coisa de querer uma casa organizada, sendo que os habitantes dela são um caos, não dá. Temos que lembrar que: tantos os jogadores, quanto treinadores, dirigentes e torcedores, são cidadãos que refletem a nossa sociedade. E não poderia ser mais verdade. Veja bem:

Os jogadores dentro de campo cansam de simular, provocar, jogarem sujo – claro que não todos eles – para que possam sair beneficiados de alguma situação, assim como os treinadores tentam algumas falcatruas para ter suas táticas melhores do que as dos outros. E o que falar dos dirigentes? Que na primeira oportunidade não perde tempo em “passar a mão” no dinheiro do clube em benefício próprio. E a torcida se safa? Claro que não. Pois já cansamos de ver torcedores marcando brigas antes mesmo do início do jogo. Vergonha, desonestidade e falta de respeito está mais do que presente nesse meio, assim como na sociedade. E essa é a base da mudança.

Quando assistimos um programa esportivo, um noticiario, o que vemos é sempre a violência que ocorre nos estádios. São brigas de organizadas, fora ou dentro do estádio, são esquemas de diretores vindo a tona, toda aquela roubalheira que conhecemos de cór e salteado. Isso com certeza desanima o torcedor de ir ao estádio. E o resultado é um só: Estádios vazios e clubes individados.

Então, sabendo disso é essencial os clubes buscarem essa reestruturação, cativar o torcedor a sair de casa, mostrar pra ele que vai valer apena ir ao estádio, que o dinheiro que ele está pagando no ingresso vai ser usado para a melhoria do seu time de coração, mostrar para ele que é seguro estar lá. Quando isso acontecer, um passo muito bom será dado ao caminho do sucesso.

Reestruturação dos clubes

20150328164613420363a 750x405

Reestruturação total dos clubes, desde a base até o profissional. Muitas vezes nos deparamos com a seguinte situação: Tal fulano é a esperança de tal time. Mas poucas vezes nos perguntamos se esse garoto foi adequadamente preparado para tal situação, se ele recebeu toda a estrutura que necessitava na base, se ele recebeu o acompanhamento tanto técnico quanto psicológico para aguentar essa pressão. E eu garanto, na maioria das vezes não. E se ele falhar – a maioria falha – quem será que vai ser “queimado”, o garoto sem estrutura para tal oportunidade, ou o clube mal estruturado? Sim, exatamente, o garoto. Temos que entender: Nem todo mundo é um Pelé, um Ronaldo, ou um Neymar, nem todos aguentam a pressão. E por conta disso, já perdemos grandes potenciais ídolos. É triste. Mas tudo passa por essa reestruturação, não podemos exigir que um elefante voe.

Bons exemplos

Dortmun 1260x710

Vamos pegar alguns exemplos nacionais de clubes que tem ótimas médias de público atualmente: Corinthians, Palmeiras e São Paulo. São os três clubes que passam ou se aproximam da média de 30 mil torcedores por jogo. Maravilhoso, né? Nem tanto. Na Inglaterra, um time de pouquissíma expressão leva isso aos seus estádios. Não tem um jogo que você essista que o estádio não esteja totalmente tomado por torcedores. Desde o Manchester United até o Watford.

Isso se deve a que? Má organização. Nosso calendário é ruim, jogos que acabam há 00:00 é um absurdo para o cara que mora em uma capital, chega em casa depois das 1h da manhã e tem que acordar cedo no outro dia para ir trabalhar. E o fator principal:

Como cobrar 100/200 reais em um ingresso, num país que o salário mínimo não passa de 980 reais? Impossível. O cara tem que escolher um jogo no mês para ir, e olhe lá, tem gente que não consegue ir em um a cada 3 meses, ou até mesmo nunca ir. Pois tudo que envolve você assistir ao jogo é caro. O tranporte para chegar ao estádio é caro, algo para comer lá dentro é caro, o ingresso é um absurdo, até mesmo se o cara tiver a vontade de ter uma camisa oficial do seu time, ele não acha por menos do que R$200,00. É justo no nosso país?

E já vi gente dizer: “Mas na Europa, se a gente fizer a conversão é mais caro ainda.” Sim, amigo, mas vamos trabalhar com proporção. Lá um salário mínimo é 2 mil euros, e um ingresso 80 euros. Ou seja, pro nosso país, convertendo para reais: ele recebe R$ 7.400 reais, e paga 300 em um ingresso. Bem melhor do que ganhar R$ 900 e pagar R$200, não acha?

Football. 1970 World Cup Finals. Guadalajara, Mexico. 10th June, 1970. Brazil 3 V Romania 2. Brazil Line Up Before The Match. L R: Carlos Alberto, Brito, Paulo Cesar Lima, Fontana, Clodoaldo, Piazza, Tostao, Everaldo, Pele, Jairzinho And Goalkeeper Felix.

Bom, claro que essa é a minha opinião sobre o tema e vocês pode discordar dela. Mas, analisando toda a situação e olhando para a nossa realidade, tanto no futebol quanto social, eu não acredito nessa mudança. Pois o erro já está empregado na sociedade, que está extremamente corrompida e corrupta. Espero do fundo do coração, como um apaixonado por futebol, que eu esteja totalmente errado.

 

O que vocês acham? Vamos debater, deixem suas opiniões. Valeu!

 

Comentarios